Publicidade
NOTÍCIA
TV
Mauro Naves é demitido da Globo após caso Neymar
Após ter sido afastado ainda na preparação para a Copa América, o jornalista deixa oficialmente a emissora após 31 anos
Reprodução / TV Globo
Rosto conhecido na hora de passar informações esportivas na Rede Globo, Mauro Naves deixou a emissora, definitivamente, após 31 anos de serviços prestados. A demissão do jornalista foi motivada por uma polêmica participação no caso envolvendo a modelo Najila Trindade e Neymar, e tornou-se um dos assuntos mais comentados pelos internautas nesta segunda-feira (08).

Mauro César Vieira Naves entrou para o jornalismo tarde, após cinco anos consolidados na área da matemática, onde trabalhou com estatística. Mas como também havia cursado a faculdade de Comunicação Social em Brasília, recebeu um convite que mudou sua vida em 1987, após uma pelada com amigos jornalistas: o goleiro do time era um dos editores da Globo e o chamou para trabalhar na emissora. Nos anos posteriores, enfim ingressou na editoria de esportes.

Cobriu todo tipo de competição de futebol, mas foi um acontecimento na Fórmula 1, em 1994, que mais o marcou: “eu fui o repórter que fez a última matéria para a televisão, e para qualquer veículo, com o Ayrton Senna”, explica em um perfil institucional no quadro da Rede Globo.

Saída da Globo após polêmica com Neymar

O acontecimento que marcou a demissão do jornalista ocorreu durante a fase de preparação da seleção brasileira, em Teresópolis, para a Copa América. Depois que surgiu a notícia da acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade em relação a Neymar, Mauro Naves foi afastado da cobertura esportiva por ter atuado como intermediário em uma tentativa de acordo do jogador e o primeiro advogado de Najila.

Segundo nota lida no Jornal Nacional, Mauro teria sido afastado por ter dado o telefone do pai de Neymar ao advogado em troca de uma posterior entrevista exclusiva. De acordo com o Notícias da TV, do UOL, fontes de dentro da emissora afirmam que o jornalista teria aceitado mediar um acordo e telefonado para o pai de Neymar. A justificativa não colou, uma vez que se tivesse acontecido acordo a denúncia feita por Najila não teria existido: a suspeita foi de que Mauro Naves teria escondido a informação, algo tratado como falha grave dentro da avaliação interna da empresa.

Por causa da grande ascendência que possuía nas coberturas esportivas, também era carinhosamente chamado de “presidente” pelos colegas mais próximos.


Fonte: Yahoo.com.br
MAIS NOTÍCIAS
 
 
 
GUIA COMERCIAL
COLUNA UP STREET
Publicidade
WWW.UAIBOX.COM.BR
HOME      NOTÍCIAS      FOTOS E EVENTOS      AGENDA      DICAS DE FILMES      POINT & TUR      CONTATO
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados