Publicidade
NOTÍCIA
Atlético
Levir mostra irritação em coletiva após derrota no Uruguai
Comandante alvinegro respondeu a determinados questionamentos de forma ríspida
Bruno Cantini/Atlético
Após a derrota por 1 a 0 do Atlético para o Nacional, em Montevidéu, pela segunda rodada do Grupo E da Copa Libertadores, o técnico Levir Culpi se mostrou irritado com algumas perguntas. Diferentemente do tom de brincadeiras, o comandante alvinegro respondeu a determinados questionamentos de forma ríspida.

Em uma das perguntas, o repórter da Itatiaia Cláudio Rezende questionou Levir sobre a queda de rendimento do time no segundo tempo das partidas – o que se repetiu no duelo desta terça-feira – e se o treinador concordava. Levir simplesmente respondeu: “Isso eu posso até concordar. E daí?”.

Um pouco antes, um jornalista uruguaio quis saber o motivo de o compatriota David Terans não ter recebido muitas chances no time em 2019. Novamente, Levir foi ‘seco’ na resposta. “O motivo foi que eu pensei outras coisas, tá? Se você pensa que o Terans tem que jogar, eu pensei que ele não tinha. Foi por esse motivo que ele não jogou”, declarou.

Na avaliação geral do jogo, Levir disse que o Atlético teve uma atuação regular. De acordo com ele, foi o time alvinegro que esteve mais próximo do gol até o momento em que a equipe da casa abriu o placar. “De modo geral, a apresentação foi regular, o jogo foi regular, muito equilibrado. Não se pode também tirar o mérito deles porque lutaram e fizeram o gol em uma bola aérea. Esse jogo já ficou para trás”, disse.

Por fim, Levir falou em ‘fechar o grupo’ e buscar uma união do time com a torcida para superar as dificuldades. “O momento é ruim, mas pode ficar bom. Temos é que procurar fazer o melhor possível. Existe a oportunidade ainda e vamos tentar não deixar escapar. Ninguém tem a certeza. A certeza que temos é que vamos fazer o possível, todo mundo vai correr, representar a camisa. Isso é uma obrigação nossa. Precisamos é nos unir, fechar o grupo, chamar a torcida, fechar em cima e ir para o jogo, com pensamento mais positivo, mais força e, quem sabe, da próxima vez a bola entra”, finalizou.

A derrota dificultou a situação do Atlético no Grupo E da Libertadores. O time, que já havia perdido em casa na estreia para o Cerro Porteño-PAR, agora se vê na obrigação de vencer os próximos jogos para reagir na competição e buscar a classificação às oitavas de final na última rodada.

Com seis pontos, o Nacional é o líder da chave. O Cerro joga nesta quarta contra o Zamora, no Paraguai, e pode igualar os uruguaios, o que complicaria ainda mais a situação do Galo.

Curiosamente, o clube repete o pior início na fase de grupos da competição continental que foi na edição de 2015 e com Levir Culpi no comando. Na época, o Galo perdeu os dois primeiros jogos, mas mesmo assim conseguiu a vaga na próxima fase.


Fonte: Itatiaia.com.br
MAIS NOTÍCIAS
 
 
 
GUIA COMERCIAL
COLUNA UP STREET
Publicidade
WWW.UAIBOX.COM.BR
HOME      NOTÍCIAS      FOTOS E EVENTOS      AGENDA      DICAS DE FILMES      POINT & TUR      CONTATO
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados