Publicidade
NOTÍCIA
Minas Gerais
Chuva de granizo deixa destruição e prejuízo em BH
Regiões como Noroeste, Pampulha e Horto foram as mais afetadas
Maurício Vieira/Hoje em Dia
Após a chuva de granizo atípica, que atingiu Belo Horizonte na noite de segunda-feira (6), vários pontos da cidade amanheceram nesta terça-feira (7) com cenário de destruição e prejuízos.

Na rua Délio Salomon Vieira, bairro Novo Glória, na região Noroeste da capital, uma cobertura metálica com cerca de 700 quilos foi arrancada da base e foi parar no meio da via, parcialmente em cima de um carro estacionado. A micropigmentadora Lucille Cássia Oliveira, proprietária da casa de onde o telhado foi arrancado, contou que o susto foi grande. "Estávamos eu, meu marido e minha filha de um ano em casa quando aconteceu. Ouvimos um barulho muito alto, mas jamais imaginaria que poderia ser o telhado".

Segundo ela, a cobertura foi instalada há quatro anos e o prejuízo para colocar uma nova deve ultrapassar os R$ 3 mil. Apesar do susto, Lucille confirmou que ninguém se feriu e o carro atingido, que pertence a um vizinho, não sofreu danos. Sobre a casa atingida, ela afirmou ainda não ter informações sobre estragos. A proprietária aguarda, agora, o Corpo de Bombeiros para que os militares isolem o local e retirem a estrutura da rua.

Raridade

Tanto a Defesa Civil de Belo Horizonte quanto o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) classificaram como raro o temporal que atingiu a capital nesta segunda-feira. Segundo Claudemir Felix, meteorologista do instituto, a ocorrência se deve a um aumento nas áreas de instabilidade que passam pelo Estado. Além de BH e da região metropolitana, também foram registradas chuvas de granizo na região do Vale do Aço.

Ainda segundo Felix, as rajadas de vento atingiram a velocidade de 80 km/h em algumas áreas da cidade, o que, de acordo com a escala de Beaufor, que mede a intensidade dos ventos, classifica como ventania forte, um nível abaixo de tempestade.

&8203Segundo a Defesa Civil, o temporal de gelo surpreendeu os moradores de regiões como Noroeste, Pampulha e Horto. Houve registros também na região Nordeste e na Região Metropolitana de Belo Horizonte, de acordo com relatos de moradores.

No Estádio Independência, o jogo entre Atlético e Internacional foi paralisado por causa do temporal por cerca de 10 minutos. A energia acabou no estádio, no Horto, e em outros bairros da cidade.

Já na avenida Cristinano Machado, atura do bairro Colégio Batista, na região Leste da capital, a água invadiu a pista no sentido bairro e os motoristas tiveram dificuldade para trafegar. Já no bairro Cidade Nova, na região Nordeste, por causa do volume da água, a rua João Arantes com Júlio Pereira da Silva foi tomada pela enxurrada.

Os bombeiros atenderam ocorrências de ávore com risco de queda na rua São Paulo, no Centro, e socorreram pessoas ilhadas no bairro Novo Progresso. Ao todo, sete árvores caídas, três telhados e um poste de luz, entre BH e Contagem, precisaram ser removidos pelos militares.A corporação e a Defesa Civil afirmaram que não há registro de feridos.


Fonte: Hoje em Dia
MAIS NOTÍCIAS
 
 
 
GUIA COMERCIAL
COLUNA UP STREET
Publicidade
WWW.UAIBOX.COM.BR
HOME      NOTÍCIAS      FOTOS E EVENTOS      AGENDA      DICAS DE FILMES      POINT & TUR      CONTATO
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados