Publicidade
COLUNISTA / Cristiano Quintão
Atlético
Vitória com a cara do Galo
Bruno Cantini/Atlético
A conquista dos três pontos contra o Ceará na noite de ontem foi na raça, como manda a tradição do Maior de Minas. Era a última rodado do Brasileirão antes do início da Copa e o Atlético precisava da vitória para se manter na segunda posição. O Ceará se trancou na defesa e engrossou o caldo do Galo, que jogava em casa e tinha o apoio da Massa.

Durante todo o jogo, o Atlético teve maior posse de bola, mas não conseguia furar a defesa dos cearenses. A melhor chance do Galo na primeira etapa, Gustavo Blanco fez o mais difícil, isolou a pepita praticamente debaixo do gol. O adversário tentou jogar nos contra ataques e quase fez com Samuel Xavier entrando livre na área sorte que a bola bateu na trave e foi pro mato.

Na segunda etapa o Galo voltou com mais volume de jogo, e o Ceará continuava jogando só na velocidade. E já dizia o ditado, quem não faz toma. Numa bobeira da “Cia Gabriel Ltda” a bola sobrou para o volante Naldo que abriu o placar aos 32 minutos. Foi um banho de água fria no time que jogava em casa e que dominou praticamente o jogo inteiro.

Mas para o Galo nada é impossível e o time não desiste nunca. Roger Guedes se despedindo do Clube, aos 35 minutos, chutou no cantinho e empatou o jogo. Aí o torcedor que estava “p” da vida voltou apoiar o time. No abafa e jogando com a Massa, o Galo foi pra cima dos nordestinos. E aos 46minutos, já no apagar das luzes, Luan que havia entrado no lugar de Cazares, invadiu a área e chutou cruzado fazendo a alegria da Massa em todo o continente, Galo 2 a 1.

Nota:

A verdade é que não existe time pequeno e todo jogo tem sua dificuldade. Ganha quem acerta mais!
Ainda não é oficial, mas pela bolada que está em jogo, Roger Guedes não veste mais a camisa alvinegra.
Ficou claro mais uma vez que Luan é o cara do segundo tempo. Só não acho que deve esperar tanto para colocar o Menino Maluquinho em ação.
O estádio Independência recebeu em um dia dois jogos com casa cheia. América jogou com a Chape às 16h e o Galão com o Ceará às 21:45h. Enquanto isso, do outro lado da cidade, o Elefante Branco da Pampulha permanecia deserto. Teve repórter da Rádio Itatiaia perguntando o que o Mineirão estava fazendo em BH!
Na comemoração do Gol do Luan, o presidente alvinegro machucou o pezinho e deve passar por cirurgia.

Agora é esperar a Copa acontecer e ficar na expectativa que no retorno do Brasileirão o Galo continue brigando pelo título.
Saudações alvinegra e aqui é sempre Galo.

Crtistiano Quintão
cristiano_uno@yahoo.com.br

MAIS Atlético
 
 
 
GUIA COMERCIAL
COLUNA UP STREET
Publicidade
WWW.UAIBOX.COM.BR
HOME      NOTÍCIAS      FOTOS E EVENTOS      AGENDA      DICAS DE FILMES      POINT & TUR      CONTATO
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados