Publicidade
COLUNISTA / Rogério Lúcio
Cruzeiro
Mandioca na Horta
Foto: Vinnicius Silva - Cruzeiro EC
Salve Nação Azul!

Há muitas frases na vida que estão caindo de uso:
- Bom dia
- Boa tarde
- Boa noite
- Obrigado
- Por favor
- Caiu no Horto, tá morto.

Mas já que começamos assim, esculhambando de cara, que então eu os elogie, dando porrada e assoprando: a torcidinha púrpura é respeitosa demais.
Juiz deu um minuto de silêncio pelo falecimento do pai do Paredão, e elas ficaram caladas 90 minutos...
Parabéns!

Dessa vez não pode ter choro nem vela.
Jogaram com um atleta a mais por um tempo inteiro, ficaram o tempo todo com a bola e só chegaram com perigo na defesaça do Paredão ou naquela bola no travessão, já nos acréscimos.

Se houve um jogo em que (segundo o dialeto do Mano) o Cruzeiro soube sofrer, o jogo foi o desse domingo.
Após um primeiro tempo muito truncado e apenas uma chance de gol para cada lado, o segundo tempo começou franco, aberto.

Aí, meu amigo, é questão de lógica.
Time por time, o Cruzeiro hoje é MUITO melhor.
Fez o gol, deu um vacilo que o Paredão salvou mas aí, de imediato, teve o Edilson expulso.
Raniel foi sacrificado e a bola ficou só na nossa metade.
Aí o time delas, claro, ficou com a bola o tempo inteiro no nosso campo de ataque.

Não que isso significasse pressão.
Mas o tempo se arrastou e o setor defensivo do Cruzeiro, então, foi perfeito.
Errou nada.
Destaco o Egídio, que não está nos deixando sentir saudades do Barbosa.
Todo mundo que foi pra lá sumiu: Erik, Ana Maria Braga, Otero, aquele rapaz cabeludinho que cismaram que é ídolo... enfim, Mulek Gidão Destruidor dos Ataques Alheios foi o melhor em campo!

Quanto à parte da normalidade, sigo repetindo: a conta chegou pruladilá!
O time deles teve quatro, cinco anos fora da curva de sua mediocridade histórica.
Agora só restou-lhes a soberba.

O besta do Léo Silva, que acha que pode apitar todo e qualquer jogo, está procurando o Menino Rani até agora no lance do gol. Parece que joga engessado.
O goleiro santo, metido, cismado, é outro que tem colecionado más atuações.
E o avante que se mete a Pastor, provoca, irrita, xinga, bate... no fim tomou um sopapo bem tomado do Léo que sossegou sua periquita efervescente.

Que continuem assim, Cocotas.
Assoberbadas.
Arrogantes.
Jogando bem contra o Botafogo da Paraíba e achando que são o último biscoito do pacote.

Sigam assim pois serão fortes candidatos a ficarem do limbo pra baixo no Brasileirão que se aproxima.
Vão ali brigar cloaca a cloaca com FlorminenC, Botafogo, Coelho, Ceará...
E digo mais: não precisam achar que vão se endinheirar com a Copa do Brasil porque ainda não jogaram contra ninguém!
Vão cair logo, rapidinho.

Gosto quando se está assim desde o presidente Ziza que aportou por lá.
Um pseudo-discurso pseudo-seguro por detrás de frases de efeito em que os trouxas acreditam.
E repetem como um mantra.
Um deles, que escreve para o maior jornal das Geraes, teve a ousadia de atribuir nossa história à sorte às vésperas do jogo.

Ora, ora, amigo Galho.
Sorte foi o que vocês tiveram nos últimos cinco anos.
E essa, sinto lhe dizer (ou não), acabou!
Mas você como um grande porta-voz da Massa tem que fazer isso mesmo: inventar galices para poder sobreviver no País Cor-de-Rosa das Maravilhas.

Pra terminar o papo: se ainda lhes resta algum orgulho com aquela bobagem de ‘não estava valendo’, preparem o Hipoglós pois jogo na Horta ultimamente tem sido apenas motivo de lhes plantarmos a mandioca.
Eu volto aqui bem em breve para lhes falar de outra mandioca plantada no seu quintal.
Aposto.
Se bem que há alguns aí que fazem até birra por isso, não é?



Abraços a todos, saudações celestes, fiquem com Deus!
Até a próxima!

por Rogério Lúcio
Twitter: @rogeriolucio77



MAIS Cruzeiro
 
 
 
GUIA COMERCIAL
COLUNA UP STREET
Publicidade
WWW.UAIBOX.COM.BR
HOME      NOTÍCIAS      FOTOS E EVENTOS      AGENDA      DICAS DE FILMES      POINT & TUR      CONTATO
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados